• Liberdade sexual e emocional

    tumblr_mjmri5q78g1qh0eoqo1_500

    Muito já está sendo dito sobre a liberdade sexual das mulheres, a luta para sermos reconhecidas como seres sexuais (e sensuais, sim!) com desejos que também devem ser ouvidos e atendidos. Hoje vamos falar um pouco disso e também da liberdade emocional, que é algo tão importante quanto, principalmente porque ambas são similares.

    Acredito que a dependência sexual pode se apresentar de duas maneiras. Primeira: a mulher é submissa. Ela não tem voz, seu desejos não são prioridade, o que importa é o prazer dele, e tudo que ele fizer será incrivelmente prazeroso para ela. Of course.

    Segunda forma: ela se torna a mulher maravilha do sexo. Além de aceitar tudo o que é pedido (ou imposto, né), ela está sempre atrás de novas ideias para deixá-lo satisfeito e feliz durante o mês inteiro, mesmo que seja fazendo algo que ela não gosta. Que fique claro que não estamos falando de cumplicidade sexual, da busca do casal por novas formas de prazer, etc. Não vamos confundir dependência sexual com tesão, e dependência emocional como ‘’amor da minha vida’’. 

    Normalmente, casos de dependência sexual são acompanhados de mentiras machistas, como ‘’preciso satisfazê-lo para ele não me trair’’, ‘’se ele ficar com outra, será porque eu não me esforcei o bastante para agradá-lo’’.

    ~

    Na dependência emocional, os sentimentos dele são os mais importantes na relação. A mulher vive com medo de magoá-lo, ela acredita que sempre possui culpa parcial ou total nas discussões do casal. Sei que falando dessa maneira tudo fica muito ‘’óbvio’’, mas a dependência emocional pode ser mais sutil do que a gente imagina. Por exemplo: ela pode não ter medo ou dó de discutir com ele, mas ainda assim, pode ficar num estado ‘’pós briga’’ bem pior que ele, ainda que ela própria não tenha culpa do que aconteceu. Ela pode achar que sempre é melhor correr atrás para fazer as pazes, ao invés que esperar que ele admita o próprio erro.

    Na dependência emocional o homem pode não necessariamente reforçar essas ideias de que é superior a ela, que não pode ser contrariado, nem magoado, etc. Há muitas portas pelas quais uma dependência emocional pode entrar, como traumas com relacionamentos anteriores, traumas na infância que causaram feridas como insegurança e baixa estima. As expectativas e medos dela são depositados (conscientemente ou não) em cima do cara.

    3dbee05480b5ae6d68154406274daa57

    PAROU!

    Infelizmente há uma boa quantidade de garotas que são libertas e empoderadas sexualmente, e ainda assim vivem em prisões emocionais que precisam ser destruídas pra ontem! Então vamos discutir sobre o assunto, encarar o problema e oferecer apoio para a superação de situações dessa natureza.

    Vamos fazer assim?! Sempre que você destruir qualquer amarra que tente oprimir seu corpo e seu tesão, lembre-se cortar todo mal pela raiz, de uma vez. Você é dona do seu corpo e da sua saúde emocional também. Viver sem felicidade sexual não é normal. Viver com medo de ser abandonada amorosamente, não é normal. Normal é se libertar e se redescobrir dia após dia, sendo fiel a você mesma.

    [fbcomments]

    2 comentários

    1. Thais disse:
      04/17/2016 às 9:12

      Assustador e mais comum do que imaginamos 🙁

      • Josiane Bonifacio disse:
        04/18/2016 às 4:09

        Infelizmente, Thais. Mas uma hora chegamos lá! rs Obrigada pelo comentário, fique bem.

    Deixe o seu comentário!

    O seu endereço de email não será publicado • Campos obrigatórios não podem ficar em branco